6 etapas para construir uma equipe de sucesso

Você tem uma equipe de trabalho? Se a sua empresa está crescendo, talvez, seja a hora começar a montar uma equipe de sucesso.

Você já reparou como algumas equipes trabalham bem e alcançam grandes resultados enquanto outras parecem um pouco disfuncionais? O trabalho em equipe efetivo é profundamente simples e difícil ao mesmo tempo. É por isso que muitas equipes lutam para conquistar relacionamentos saudáveis, interação e a execução correta das tarefas. O sucesso do trabalho em equipe depende desses fatores.

Independentemente da equipe ou da razão de existir, cada membro da equipe traz toda a bagagem – para o bem e para o mal. Assim, pessoas diversas com diferentes experiências de vida, diferentes experiências de trabalho e diferentes graus de sucesso trabalhando com equipes anteriores e a realização de missões anteriores da equipe convergem em torno de uma nova missão.

Dada a complexidade de formar uma equipe, incluindo conscientemente ou inconscientemente desenvolvendo normas e diretrizes de interação na equipe, montar uma equipe efetiva e funcional é absolutamente surpreendente.

As equipes têm necessidades básicas que devem ser reconhecidas e cumpridas se você espera que seus colaboradores tenham sucesso em suas funções. Separei aqui 10 conceitos básicos para que você monte uma equipe vencedora.

As 10 chaves para o trabalho em equipe bem sucedido

Estas dez dicas descrevem o ambiente que deve ocorrer dentro da equipe para que o trabalho em conjunto tenha sucesso. O trabalho em equipe bem-sucedido é a pedra angular para a criação de um time funcional e contribuinte.

1- Objetivo comum

A equipe entende os objetivos e está empenhada em alcançá-los. Esta direção clara e o acordo sobre missão e finalidade são essenciais para o trabalho em equipe efetivo. Os membros da equipe devem ter uma missão geral que é acordada e que fornece a base para tudo o que a equipe tenta fazer. Essa clareza de equipe é reforçada quando a organização tem expectativas claras para o trabalho, metas, responsabilidade e resultados da equipe.

2-Confiança entre os colaboradores 

A equipe cria um ambiente em que as pessoas estão confortáveis ​​assumindo riscos razoáveis ​​em se comunicar, defender posições e agir. Os membros da equipe confiam uns nos outros. Os membros da equipe não são punidos por discordarem; O desacordo é esperado e apreciado.

3- Diálogo aberto

A comunicação é aberta, honesta e respeitosa. As pessoas sentem-se livres para expressar seus pensamentos, opiniões e soluções potenciais para os problemas. As pessoas sentem como se fossem. Os membros da equipe fazem perguntas para maior clareza e passam seu tempo de pensamento a ouvir profundamente em vez de formar refutações enquanto o colega de trabalho está falando.

 

Leia também:

4- União na equipe

Os membros da equipe têm um forte sentimento pertencimento ao grupo. Eles experimentam um compromisso profundo com as decisões e ações do grupo. Esse sentimento de pertencimento é reforçado quando a equipe passa o tempo para desenvolver normas de equipe ou diretrizes de relacionamento juntos.

Promova encontros fora da empresa, como um happy hour na sexta-feira, por exemplo. Se você tem uma empresa on-line, em que cada integrante trabalha de casa (algumas vezes em estados diferentes), marque um encontro presencial com toda a equipe. Isso gera uma amizade forte entre os colaboradores. 

5- Reconhecimento 

Os membros da equipe são vistos como pessoas únicas com experiências, pontos de vista, conhecimento e opiniões insubstituíveis para contribuir. Afinal, o propósito de formar uma equipe é aproveitar as diferenças. Caso contrário, por que uma organização deveria abordar projetos, produtos ou objetivos com uma equipe? De fato, quanto mais uma equipe pode trazer pontos de vista divergentes, que são cuidadosamente apresentados e apoiados com fatos e opiniões, melhor.

Então reconheça quando algum integrante der uma opinião ou ideia para algum projeto. Isso estimula os colaboradores a sempre quererem fazer algo inovador. Não ser ouvido pelo líder ou não receber o reconhecimento por uma ideia é péssimo para qualquer pessoa.

6- Opiniões divergentes

Criação, inovação e diferentes pontos de vista são esperados e encorajados. Comentários como, “nós já tentamos isso e não funcionou” ou “que ideia estúpida” não é permitido. Os membros da equipe reconhecem que a força em ter uma equipe é que cada membro traz diversidade ao esforço para resolver um problema, melhorar um processo, atingir um objetivo ou criar algo novo e emocionante.

Impossível trabalhar com várias pessoas que pensam da mesma maneira. Divergência de ideias é normal e saudável. Mas para que nenhuma situação saia do controle, o líder da equipe precisa estar atento ao tom das discussões entre os colegas e não deixar que vire uma briga.

 

7- Avaliação de desempenho

A equipe pode se examinar constantemente e melhorar continuamente seus processos, práticas e a interação dos membros da equipe. A equipe discute abertamente as normas da equipe e o que pode estar impedindo sua capacidade de avançar e avançar em áreas de esforço, talento e estratégia. A equipe realiza reuniões de avaliação rotineiramente.

O líder pode fazer sua própria avaliação de desempenho da equipe, mas fazer os integrantes participarem desse processo é muito valioso. É bom tentar entender porque cada pessoa fez ou deixou de fazer uma atividade. Assim, a equipe toda entende porque o desempenho foi bom ou ruim.

8- Resolução efetiva de conflitos 

A equipe concorda com procedimentos para diagnosticar, analisar e resolver problemas de trabalho em equipe e conflitos. A equipes de sucesso não apoiam conflitos entre os membros e não escolhem um lado. Em vez disso, os colaboradores trabalham para a resolução mútua de problemas e desentendimentos.

Além disso, equipes de sucesso resolvem os problemas, não deixam nada para depois. Se existe algum conflito, ele precisa ser eliminado da forma mais saudável possível. Isso evita problemas futuros.

9- Liderança

A liderança participativa é praticada em reuniões, atribuindo tarefas, registrando decisões e compromissos, avaliando o progresso, responsabilizando os membros da equipe e fornecendo orientação para todos.

Sim, toda equipe tem um líder, mas todos os integrantes devem participar dessa liderança também. Não adianta o líder simplesmente passar atividades, prazos, cobrar e exigir. Ele precisa ouvir seus colaboradores, entender a atividade de cada um e saber como cada integrante vê seu próprio trabalho.

10- Decisões em equipe

Os membros da equipe tomam decisões de alta qualidade em conjunto e têm o apoio e o compromisso do grupo para levar a cabo as decisões tomadas. Eles também ganham o apoio e o comprometimento das pessoas a que se reportam para realizar e comunicar o progresso e o sucesso da equipe.

Se o problema atinge a todos, nada melhor do que ouvir todos os integrantes da equipe. Essa é a melhor forma de encontrar uma solução positiva. Quando surgir algum problema, pergunte à equipe: “Como podemos resolver esta questão?”.

6 etapas para construir uma equipe forte

 Uma empresa poderosa e bem sucedida opera melhor e com a maior longevidade quando os funcionários trabalham com uma mentalidade de equipe, cada um preenchendo um papel necessário e cumprindo metas de longo prazo. Aqui está o que você pode fazer para garantir que sua equipe seja tão forte quanto possível para sua empresa.

1- Concentre-se em papéis

Um processo de seleção completo para escolher os membros da equipe tem maiores benefícios a longo prazo, mesmo que isso signifique que você gaste mais tempo recrutando do que você gostaria. Contratar alguém apenas para ter corpos na sala pode prejudicar seu time.

As empresas que fazem isso acabam se tornando uma porta giratória, seja porque os futuros funcionários vejam o papel como uma plataforma de pouso temporária e estão menos interessados ​​em aprender, ou porque você decide mais tarde que eles não são o ajuste certo.

Isso acaba custando mais dinheiro no longo prazo. Investir seu tempo e dinheiro em pessoas que realmente se especializam no papel que sua empresa precisa terá imensos retornos mais tarde.

2- Valorize cada função

Com cada membro da equipe trazendo algo especial à mesa, tratar cada papel como parte essencial da sua operação também é crucial. Cada membro da equipe deve sentir que o trabalho deles é importante, sem se perguntar a si mesmo: “Por que estou aqui?”. Não é segredo que uma sensação de propósito ajude o desempenho de cada funcionário.

Quando os funcionários sentem que seu papel está subvalorizado ou talvez desnecessário, pode tornar-se fácil de verificar mentalmente à medida que o trabalho se torna mecânico e algo de que eles se separam completamente assim que acabar o dia.

 

Leia também:

3- Comunique-se

A melhor maneira de demonstrar valor entre os membros da equipe é através da comunicação. É difícil fazer com que os integrantes se sintam em uma equipe quando não recebem informações ou quando o líder e os outros membros da equipe não falam sobre o que estão trabalhando. Mantenha um nível de transparência sempre que possível com todos os membros da equipe, mesmo que a informação não corresponda diretamente a cada pessoa em sua equipe.

Aplicativos como o Slack tornam mais fácil fazer isso sem ter que pensar nisso. Uma linha aberta de comunicação ajuda os membros da equipe a compartilhar e criar um fluxo de trabalho mais produtivo. Ter um check-in semanal ou falar além das discussões de listas de tarefas podem trazer idéias novas e fantásticas à superfície ou darão a alguém a chance de ajudar em uma área que eles podem não saber sobre o contrário.

Deixar a equipe opinar sobre as decisões também os ajuda a permanecerem comprometidos e os aproxima dos projetos. Quando cada membro da equipe toma o tempo para avaliar uma decisão e formar uma opinião, eles são anexados ao resultado e querem saber que seus pensamentos são considerados no processo.

Isso gera às pessoas um sentimento de propriedade sobre seu trabalho, levando-as a um melhor desempenho.

4- Estabeleça metas

Definir metas a curto e longo prazo com sua equipe também se torna a base para cada tarefa que eles devem completar para cada dia. Estar entusiasmado com o resultado e motivar-se mutuamente com reforço positivo ajudará os membros da sua equipe a se certificar de que eles trabalhem com um senso do quadro geral, sabendo por que cada tarefa que eles fazem é necessária para alcançar um objetivo de longo prazo.

É importante notar que esses objetivos devem ser realistas para que você e sua equipe não sintam que estão trabalhando por uma causa perdida. Ter marcos e prazos podem dar aos membros da equipe oportunidades para ajudar uns aos outros e juntar-se para o sucesso.

5- Comemore sucessos e derrotas

Comemorando seus sucessos e marcos também traz sua equipe e permite que todos vejam isso quando trabalham juntos, grandes coisas podem acontecer. Se alguém faz um ótimo trabalho em algo, dê-lhes um grito na frente do resto da equipe para que todos os esforços sejam vistos e apreciados. Isso também ajuda cada pessoa a se sentir visível e que o que eles estão fazendo tem um impacto.

Em contraste, se sua equipe falhar em alguma coisa, junte-se para redirecionar seus esforços ou transformá-lo em algo positivo. Não jogue ninguém sob o ônibus ou torne uma discussão de controle de danos em um jogo de culpa. Isso nunca ajuda ninguém. Em vez disso, dê a sua equipe responsabilidade igual para juntar as cabeças e descobrir os próximos passos ou pivôs.

6-Conheça-se

Você, claro, nunca é obrigado a se tornar um melhor amigo em nível pessoal com os membros da sua equipe. Mas ter uma participação mensal ou se envolver em alguma socialização externa pode dar aos membros da equipe a chance de se apreciarem mais do que apenas o trabalho que eles fazem. Conhecer as pessoas com as quais você trabalha ajuda você a entender seu estilo de trabalho e como ter discussões construtivas com eles em dias difíceis.

 

Leia também:

8 maneiras de gerenciar com sucesso equipes virtuais

As equipes virtuais podem ser um desafio a ser gerenciado porque é necessário criar remotamente uma cultura corporativa. Aqui estão 10 estratégias para criar com sucesso uma equipe virtual que pode ser implementada instantaneamente.

1-Defina sistemas de trabalho

Diferentes pessoas têm diferentes maneiras de fazer tarefas. A definição de padrões pode diminuir o tempo necessário para alcançar o resultado desejado. Ao estabelecer padrões e definir sistemas de trabalho repetitivos, a equipe geralmente tem menos dúvidas e tem a sensação de quanto tempo algumas tarefas devem ser realizadas.

Crie processos para facilitar a execução do trabalho. Esses sistemas de trabalho precisam   ser ambos padronizados para permitir a máxima eficácia e adaptados para permitir a liberdade necessária para completar a tarefa, na melhor das suas habilidades.

2- Estabeleça ferramentas de comunicação

Os benefícios de estabelecer múltiplas ferramentas de comunicação são duplos. Em primeiro lugar, sua equipe tem uma maneira de comunicar algo que é urgente para a pessoa certa imediatamente. Em segundo lugar, unifica processos como o que usar para chamadas em conferência, gravações de áudio e vídeo, e assim por diante.

Você pode ter um canal oficial como o Slack, por exemplo, e usar o WhatsApp ou Telegram para mensagens mais rápidas. Essas ferramentas de comunicação criam, também, um sentimento interno de união. Por mais que cada colaborador esteja em um lugar, por meio dessas ferramentas eles se sentem unidos.

3-Programe reuniões regulares

O agendamento de reuniões no mesmo dia da semana contribui para a criação de uma rotina. As rotinas fornecem à equipe algo com o qual ela está acostumada e familiarizada. Isso, em troca, coloca o time à vontade e reduz o estresse.

As chamadas de vídeo são uma das melhores maneiras de maximizar a eficiência, porque elas recriam o ambiente rotineiro. Para fazer reuniões, você pode usar o Zoom, Skype ou Google Hangouts.

4- Determine prazos para as atividades serem entregues

Não basta apenas passar uma tarefa e deixar o colaborador se virar sozinho. Forneça descrições mais detalhadas das tarefas com exemplos de como deve ser o resultado final. Se as instruções não forem bem-feitas, aumenta a possibilidade de possíveis mal-entendidos.

Além disso, determine prazos para entrega das atividades. Coloque dias e horários para que cada colaborador finalize sua tarefa. Dessa forma, cada um monta seu próprio horário de trabalho com base nas metas a serem alcançadas.  

5- Crie um ambiente de trabalho profissional

Não é porque sua empresa não tem uma “sede física”, que alguns elementos de um ambiente profissional devem ser deixados de lado. Por mais que sua empresa seja basicamente composta de colaboradores que trabalham em homeoffice, é importante manter alguns padrões como metas, horários de trabalho pré-definidos, vocabulário interno, valores e visão da empresa.

Por mais que não seja um “ambiente rígido”, os colaboradores precisam ter a consciência de que estão trabalhando numa empresa com metas, prazos, objetivos e que algumas normas devem ser seguidas.

 

Leia também:

6- Faça ligações telefônicas para evitar mal-entendidos

Às vezes, uma mensagem escrita pode não ser bem interpretada, nestes casos, a melhor coisa a fazer é ligar para o seu colaborador. É melhor fazer uma ligação ou vídeo-chamada do que ficar batendo a cabeça trocando mensagens no WhatsApp ou e-mail.

Com as equipes virtuais, as chamadas de vídeo ou pelo menos chamadas regulares são mais do que uma maneira de evitar mal-entendidos. Eles conectam os membros da equipe em um nível mais pessoal.

E quando surgir uma emergência, não pense duas vezes: ligue para o colaborador. Não dá para enviar mensagem no Slack, WhatsApp ou e-mail e exigir que a pessoa veja a notificação na hora. Se é urgente, ligue!

7- Encontre as pessoas certas para trabalhar

Nem todo mundo nasceu para o trabalho remoto e nem todos se encaixam na personalidade da equipe. Existem alguns testes de personalidade profissional e eles podem ser uma ótima maneira de determinar se alguém se encaixa nos valores da sua empresa e tem uma personalidade boa para trabalhar em equipe.

Se você não estiver à vontade com essa pessoa, geralmente é melhor passar para o próximo candidato.

Além disso, verifique duas vezes todas as referências desse candidato e não tenha pressa para contratar alguém, só faça isso se estiver seguro.

8- Use ferramentas de gerenciamento de projetos

As ferramentas de gerenciamento de projetos podem ser ideais para acompanhar os prazos. Eles também enviam alertas e lembretes por prazos e dão uma rápida visão diária, semanal ou mensal sobre o que precisa ser feito, por quem e quando. O Google Docs pode ser uma excelente ferramenta para sua empresa.

Toda grande equipe precisa de um bom líder

Não adianta querer o melhor dos seus colaboradores se você não dá o seu melhor também. Não dá para exigir que seus colaboradores entreguem as atividades no prazo, se você não consegue terminar nada a tempo. Não faz sentido cobrar organização se você não sabe de nada que acontece na sua empresa.

Toda grande equipe precisa de um bom líder, alguém que esteja na linha de frente encarando todos os desafios necessários. Seja alguém de confiança para os seus colaboradores, alguém que sua equipe admire e tenha prazer em trabalhar.

Dê atenção aos processos da sua empresa e ao trabalho de cada integrante da equipe. Mostre os resultados da empresa e diga com clareza quais são os próximos objetivos a serem conquistados. Não deixe seus colaboradores desinformados.

“Se quer ir rápido, vá sozinho. Se quer ir longe, vá acompanhado”

O líder é conhecido como motivador de sua equipe, ele inspira as pessoas, trabalha junto com o grupo e procura valorizar as habilidades dos indivíduos, respeitando suas limitações e ajudando a superá-las. Ele não visa apenas os resultados, ele se preocupa com o caminho até alcançar objetivo. Por não apresentar uma postura de centralizador tem a tendência de ser muito respeitado.

Para o líder, o funcionário não é apenas mais um, é um integrante da equipe, é alguém de valor. Os grandes líderes têm iniciativa, capacidade de influência, capacidade de comunicação, e estão à disposição para ajudar quando for preciso. Não a fazer para o outro, mas ensiná-lo e orientá-lo para que aprenda e faça sozinho.

E você, já tem uma equipe? O que você tem feito para ser um líder e não um chefe?