6 passos para montar um webinário de sucesso

Você gosta de dar aulas e palestras? Gostaria de atingir milhares de pessoas com o seu conteúdo? Então esqueça o antigo modelo de eventos presenciais e se joga nos webinários. Com um computador ligado à internet, você se conecta com pessoas do mundo todo em uma transmissão ao vivo.

Você não precisa mais pensar em alugar um espaço com palco, cadeiras, telão, coffee break. Além de ser muito mais prático e confortável, ja que o “telespectador” poderá acompanhar a transmissão de qualquer lugar – de casa, do trabalho ou na rua mesmo-, o webinário gera clientes e movimenta a sua audiência. É mais fácil conseguir leads (e-mails) por meio dos webinários do que através de e-books, por exemplo.

Você já fez um webinário? Se não fez, acha que é complicado? Neste texto, você verá que é bem simples.

Webinar, ou em português webinário, é uma abreviação de “web based seminar”, ou seja, um seminário, geralmente transmitidos ao vivo, sobre um tema específico. Quando se fala em “transmissão ao vivo”, o termo pode assustar um pouco, mas para montar um webinar não é preciso ter um estúdio profissional e nem mesmo muitos equipamentos: basta ter você, um computador com acesso à internet, um objetivo e, claro, pessoas para acompanhar.

Dentro do Marketing Digital, o webinário é uma ferramenta poderosa para obter leads (e-mails) e criar autoridade em um assunto. Você pode fazer um webinário para dar uma aula sobre um tema que você domina, para tirar dúvidas dos clientes, para apresentar as funcionalidades do seu produto ou do seu serviço, para criar uma relação mais próxima com os seus seguidores nas redes sociais.

Entre nós, vamos chamar de webinário, ok? Mas lembre-se que a maior parte das pessoas não sabe o que é um webinário. Então para a sua audiência, chame de aula ao vivo ou aula online e todos entenderão.

porque-fazer-um-webinar

Por que fazer webinar?

Ainda está em dúvida por que fazer um webinário é tão importante para divulgar o seu trabalho? Separei aqui 5 motivos:

1- Atenção da sua audiência

No mundo competitivo da internet, muitos sites e empreendedores brigam pela atenção do público. Quem faz webinar, acaba se destacando na multidão. Isso porque muitas pessoas preferem participar de um “evento ao vivo” do que ler um artigo, por exemplo. Se o tema do webinário for interessante, sua audiência, com certeza, vai querer participar. É um convite tentador.

2 – Engajamento

Para o seu público, ver o seu rosto ao vivo na tela do computador (ou celular ou tablet) é  incrível. Esse evento ao vivo gera uma sensação de proximidade, cria uma conexão muito maior com as pessoas do que textos, áudios e vídeos gravados. A interação também aumenta, já que é possível responder comentários e dúvidas em tempo real. Com isso, você ganha um público cada vez mais engajado com o seu trabalho.

3- Autoridade na sua área

Se você entrega um conteúdo de valor ao seu público, certamente sua autoridade vai aumentar. Só o fato de se colocar como “apresentador”, gera autoridade instantânea. E quando o evento é a vivo, as pessoas percebem se o palestrante domina o assunto ou não.

Leia também:

trafego

4- Tráfego

Webinars são ótimos para levar visitantes até o seu site, além de gerar inscrições para sua lista de e-mails. Muitas vezes, só o fato de você fazer uma aula ao vivo para seu público gera uma série de consequências positivas, desde curtidas na fanpage até venda de produtos que não foram anunciados no webinar.

5- Vendas

Na internet, uma das melhores formas de se vender um produto ou serviço é através de um webinar. Sem muitos recursos, você transmite seu conteúdo para uma série de pessoas e faz a oferta de venda para todas elas. Um webinar com bom conteúdo é a melhor preparação antes de vender algo. Além disso, responder dúvidas ao vivo ajuda a fechar muitas compras de pessoas que estavam indecisas.

Leia também:

tenha-um-objetivo

Tenha um objetivo

Se você vai fazer um webinar, precisa ter em mente o objetivo que quer alcançar com essa transmissão ao vivo. Existem vários objetivos, entre eles:

Transformar o seu cliente: uma aula ao vivo pode mudar a vida de alguém. Você é a resposta para alguma pessoa, você pode ser a solução que ela precisa. Imagine uma pessoa te encontrando daqui uns anos e te dizendo: “aquela sua aula mudou a minha vida?”

Gerar novas leads (e-mails para sua lista)quando o tema do seu webinar é amplo, você tem a chance de atrair a atenção de muitas pessoas, gerando novos inscritos na sua lista de e-mails.

Qualificar suas leads atuaisvocê pode rodar um webinar para quem já está na sua lista de e-mails, apresentando um conteúdo mais avançado, detalhado ou diferente do que você costuma fazer.

Converter leads em clientes: como falamos anteriormente, webinars são ótimas oportunidades para fechar vendas (e costumam apresentar altas taxas de conversão).

É importante lembrar, entretanto, que para vender você precisa entregar conteúdo de qualidade durante o próprio webinar.

Melhorar o relacionamento com os clientes: é muito comum fazer webinars exclusivos com conteúdos extras, tutoriais e respostas ao vivo. Isso é muito bem visto por quem já comprou de você e ajuda a reter os clientes.

6 dicas para montar seu webinar de sucesso

Para algumas pessoas, falar “ao vivo” para tanta gente pode parecer um bicho de sete cabeças, mas é simples do que a gente pensa. Separei aqui um passo a passo básico de como fazer um webinário. Claro que para ter sucesso de verdade, seu webinar precisa ter conteúdo, precisa ser valioso para a sua audiência. Então, siga os passos, mas não se esqueça de criar um conteúdo brilhante.

Vamos lá:

1 – Escolha um tema para o webinário

Tente se organizar o máximo possível para escolher o tema pelo menos três semanas antes do webinário. Faça uma lista de possíveis assuntos a serem abordados e analise qual deles traria mais resultados para os seus negócios. Não é interessante fazer uma transmissão ao vivo sem um objetivo claro.

Grande parte das pessoas está muito ocupada e são bombardeadas com informações na internet, por isso, o título da chamada do seu webinar precisa ser bastante atrativo. E se você escolher um tema irrelevante, será perda de tempo fazer uma transmissão para sua audiência.

Se você não sabe por onde começar, analise os conteúdos de maior sucesso entre seu público. Eles costumam ser um ótimo ponto de partida. Analise nas suas redes sociais quais são os temas que geram mais curtidas e comentários. Separe as perguntas frequentes que são enviadas para o seu email.

Outra dica é olhar com atenção para as palavras-chave que trazem mais visitantes ao seu site. Se determinados tópicos têm despertado o interesse da sua audiência, a tendência é que eles também funcionem para webinars.

2 – Marque a data

Quanto antes você marcar o dia e horário no calendário, mais rápido conseguirá se programar. Não adianta ficar só no planejamento. Marque uma data e faça o webinar. Quando marcamos data, tudo flui melhor.

Além disso, lembre-se da meta estipulada. Se o objetivo do seu webinar for vender, por exemplo, pode ser interessante marcar para o início do mês (período em que as pessoas têm mais dinheiro). Se for para tirar dúvidas das pessoas, já peça para elas enviarem os questionamentos com antecedência, assim, você se prepara antes.

Não é bom deixar nada para em cima da hora, então marque seu webinarário com pelo menos três semanas de antecedência. É importante captar leads e ter pessoas para acompanhar a sua transmissão. Você vai precisar de um tempo para divulgar sua transmissão nas Redes Sociais e na sua lista de contatos, por isso, é importante marcar com uma pequena antecedência. Claro que tudo deve estar alinhado com o seu plano de Marketing. Se você tem um lançamento, por exemplo, marque o webinário dias antes.

3 – Escolha a plataforma de transmissão

Você pode testar ferramentas como o WebinarJam ou o Easy Webinar Plugin. Essas plataformas apresentam recursos extras, como integração com serviços e e-mail marketing, envio de lembretes por SMS aos participantes, questionários ao vivo na tela, entre outros.

O “Zoom.us” também é excelente! É o que mais uso.

Também é possível usar o YouTube Live. Em 2016, o Google anunciou o fim do Hangouts on Air. Muitos produtores de conteúdo faziam transmissões através do Hangouts. O próprio Google sugeriu que a ferramenta fosse substituída pelo YouTube Live. 

Para usar esta é ferramenta é necessário ter uma conta no YouTube. Acessando a sua conta, você deverá clicar em “Estúdio de Criação”. Em seguida, vá até “transmissão ao vivo”, fica na barra de ferramentas à esquerda. O próximo passo é criar um “evento”. Em “novo evento”, você deverá colocar todas as informações da sua transmissão, como título, data e horário.

O evento criado irá aparecer na página seguinte. Clicando em “Iniciar Hangout On Air”, uma janela vai abrir e, por lá, você poderá iniciar a transmissão do evento. 

4 – Crie uma Landing Page

Uma landing page ou página de captura ou página de conversão nada mais é do que a página em que as pessoas farão a inscrição para participar do seu webinar. Lá, elas terão que inserir pelo menos o e-mail para que sejam avisadas de tudo que estiver relacionado ao evento. Além disso, a página deve conter o tema do seminário, data e outras informações relevantes.

Para garantir o foco do usuário na ação que precisa ser concluída, a página dispensa menus, links e outros elementos que possam distraí-lo. Sua página de captura deve ser objetiva. Coloque apenas as informações do seu webinário e deixe claro que a pessoa precisa colocar o e-mail dela naquela página para poder participar da transmissão.

Tudo o que não tiver o foco na conclusão da ação deve ser eliminado da página. O recomendado é que uma landing page não tenha menus de navegação ou links, como um site, por exemplo. Quanto mais opções o visitante tem, menores são as chances de que ele conclua a ação, ou seja, coloque o e-mail dele no formulário.

Não sobrecarregue a página com elementos que distraiam, mesmo que imagens ou animações.

divulgue-seu-negocio-2
5 – Faça a divulgação

Envie um e-mail para os seus assinantes

Se você possui assinantes de newsletter no seu blog ou qualquer outra lista de potenciais clientes, essa é a hora de mandar um convite para eles.

Afinal de contas, são pessoas que já acompanham o seu trabalho e provavelmente terão interesse em participar.

Divulgue nas suas redes sociais

Prepare chamadas em todos os seus canais convidando o público para participar da aula ao vivo com antecedência. O ideal é chamar com cinco dias ou uma semana de antecedência. Experimente usar vídeos curtos no Facebook, Instagram, Snapchat e Youtube.

Também vale usar imagens, tanto no Facebook como no Instagram. Não esqueça de sempre deixar um link para a sua landing page.

Faça anúncios

Caso você tenha alguma verba para investir, vale apostar em mídias pagas como o Facebook Ads e Google AdWords. No caso do Facebook, você pode fazer um post na sua fanpage falando sobre o webinar e depois apenas impulsioná-lo.

Leia também:

faca-um-teste

6 – Faça um teste

Depois de tudo organizado, faça um teste antes do dia oficial da transmissão. Dessa forma, você conseguirá alinhar todos os detalhes e resolver qualquer problema de forma tranquila. Mas faça o teste como se realmente fosse o webinar.

Se você convidou alguém para participar, chame ela para o teste também. Verifique se os slides (caso você use) estão certos, o áudio, luz, vídeo, computador. 

Teste o processo de gravação e certifique-se de que o arquivo de vídeo ficou com uma boa qualidade. Você poderá usar esta gravação depois. Verifique também se todos os aplicativos que você irá usar estão funcionando, teste ferramentas como chat, pesquisa etc.

checklist

O dia webinar chegou. Prepare-se!

O grande dia chegou. Para que nada dê errado na hora da transmissão, faça um checkist de tudo. 

Teste o computador e a internet: prepare o computador. Todos os programas e recursos necessários estão funcionando? O computador está com a bateria carregada ou ligado em uma fonte de energia? Você não quer correr o risco de ter seu webinar interrompido e prejudicado por causa de problemas com a conexão, certo? Por isso, teste bastante a sua rede antes da transmissão.

Organize a sala: tome cuidado com o fundo e o enquadramento da transmissão. Procure organizar a sala onde vai apresentar o evento e garantir que todos os elementos necessários (caneta para escrever em um quadro, passador de slides, etc) estejam a mão. Se a transmissão será feita na sua casa, tome cuidado com as crianças e os animais de estimação. 

Cuide da iluminação: tenha cuidado com a iluminação do local. Evite que o ambiente fique muito escuro ou que o seu rosto (e do convidado, caso tenha um) fique com excesso de iluminação.

Envie email para a sua audiência: no dia da transmissão envie um email com o link para o webinar. Procure enviar pelo menos uma hora antes do início para que todos possam ver a mensagem e acessar a página da transmissão.

Leia também:

luz-camera-acao

Luz, câmera e ação: na hora marcada, inicie o webinar!

Esteja “presente” com pelos 10 a 15 minutos de antecedência. Isso o ajudará a relaxar e estar preparado quando o webinário começar. Além disso, você terá tempo para resolver problemas de última hora.

Desligue o celular e outros aparelhos que possam atrapalhar. Se você precisa desligar muitas coisas, faça uma lista para não se esquecer de nada.

Desative notificações de e-mails, redes sociais e qualquer outra coisa que possa aparecer ou piscar na sua tela durante o webinário.

Interaja com os participantes: procure interagir com os participantes por meio de comentários na página e responda às perguntas enviadas ao vivo. É recomendável ter pelo menos uma pessoa para mediar essa conversa e monitorar o que está sendo falado. Caso não tenha alguém para te auxiliar, diga que você responderá os questionamentos ao final da palestra. Para não ficar muito cansativo, separe uns 10 ou 15 minutos para perguntas.

Agradeça aos presentes: ao fim da apresentação, agradeça publicamente a todos os que participaram e dê os recados finais, como se os slides serão disponibilizados via email, por exemplo.

se-der-problema-fique-tranquilo

Se der problema, fique tranquilo

Mesmo com toda preparação e organização, imprevistos acontecem e você deve ficar tranquilo e resolvê-los com calma. É normal que possa haver uma queda na conexão, se fizer não se desespere. Não tenha medo de interromper o webinar por algum tempo se for necessário. O importante é resolver o problema. Sua audiência vai compreender. Mas, claro, você precisa manter a tranquilidade, a flexibilidade e o senso de humor.

Ao final, você pode editar o que foi gravado e disponibilizar para os participantes. 

Depois do webinar

Após a transmissão ao vivo, você ainda pode utilizar o material para gerar valor à sua audiência e captar leads. É possível criar uma landing page para o webinar gravado. Você pode, por exemplo, disponibilizar o material em uma landing page no seu site ou até mesmo atualizar a antiga, tirando, claro, o “ao vivo” na chamada.

Você também pode enviar um email com o link do vídeo gravado para todos os participantes e com os slides usados durante a transmissão. Além disso, é interessante fazer uma pesquisa com o público para saber o que ele achou do webinar. Você pode criar um formulário gratuito e enviar para a sua lista de e-mails. Dessa forma, você pode melhorar ou fazer diferente na próxima transmissão.

Leia também:

faca-o-seu-webinar

Faça o seu webinar

Por mais que pareça muito difícil agora, não deixe de fazer o seu. Com o tempo, só vai ficar mais fácil. Além disso, os benefícios são muito maiores do que qualquer imprevisto ou nervosismo que possa surgir. Como tudo na vida, é preciso praticar para fazer um webinar de sucesso. Mas não é nenhum bicho de sete cabeças. Você pode fazer um webinário e captar vários clientes.

Além de criar autoridade na sua área, captar novos e-mails, gerar tráfego para o seu site, o lado mais positivo do webinário é a ligação direta com a sua audiência. Conversar “ao vivo” com as pessoas que seguem o seu trabalho é muito mais empolgante do que fazer um vídeo gravado. A relação fica muito mais próxima e forte.

O que falta para você fazer o seu primeiro webinário?