Uma ferramenta de planejamento anual para você…

Fazer um planejamento anual é muito importante! Estamos no final de 2016, mas ainda dá tempo de planejar os últimos meses desse ano. Pensando nisso, disponibilizo aqui para você uma ferramenta para que você reavalie e organize os meses de setembro, outubro e novembro de uma forma diferenciada. Em cada mês, coloque os conhecimentos, habilidades e atitudes que você deseja desenvolver, bem como os principais aprendizados, o que é necessário que você conclua e suas principais vitórias que obteve. Coloque também suas principais metas do mês! Continue lendo

O coaching veio do tênis? Conheça o Inner Game!

O coaching veio do tênis? Conheça o Inner Game!

Você já se perguntou de onde veio o conceito de coaching? Pode ser que você domine o coaching ou mesmo que não tenha a mínima ideia do que significa a metodologia. Independente dos conhecimentos atuais, poucos são os que sabem que a origem do coaching veio de Tim Gallwey. Seu primeiro livro, “The Inner Game of Tennis” focou na demonstração da aplicação do seu método para conquistar a alta performance em jogadores de tênis. The Inner Game, ou o Jogo interior, foi criado na década Continue lendo

5 motivos para NÃO usar a técnica de Pomodoro.

5 motivos para NÃO usar a técnica de Pomodoro.

Você usa a técnica de Pomodoro para ser mais produtivo? Que tal reavaliar seu uso? Em 1980, Francesco Cirillo criou uma técnica de gerenciamento de tempo em que se usa um cronômetro para dividir o trabalho em períodos de 25 minutos separados em intervalos de 3 a 4 minutos. Pra quê? Para aumentar a agilidade mental. Mas por que Pomodoro? Porque a palavra italiana pomodoro faz referência ao cronômetro em forma de tomate. Como funciona a técnica de Pomodoro? O primeiro passo é escolher e Continue lendo

O que você faria se perdesse um voo?

O que você faria se perdesse um voo?

Certa vez eu perdi um voo e eu me surpreendi tanto com a minha reação que isto me gerou uma grande sacada e uma intensa reflexão. O avião decolaria às 05:30h e eu não consegui acordar, pois o despertador tocou e eu realmente não o escutei. Enfim, eu poderia ter me culpado, eu poderia ter me desesperado por ter que adiar meus compromissos importantes para o dia, eu poderia ficar pensando nos motivos por esta situação ter ocorrido, ter me criticado ou ainda ter ficado Continue lendo